16 de ago de 2011

Os punks representados no cinema - parte I

Não, esta não é uma postagem sobre qual punk famoso atuou em filmes hollywoodianos.

É muito engraçado ver de que forma os punks são representados em filmes que não tratam o punk como principal tema, ou seja, onde o punk é um mero figurante. Talvez uma das mais clássicas representações de um punk  nas telonas (o chamado punk com faquinha) seja em Exterminador do Futuro, onde o peladão Arnold Schasinega, procurando por uma uma vestimenta, tira a força a "roupa" de um punk que, para se defender do gigante, tinha em punhos uma simples faca de cortar pão. O último filme que eu vi, o longa canadense Hobo with a Shotgun, de 2011,( filme razoável por sinal) trazia os panques logo aos 11 minutos de filme, como jovens torturadores de mendigos. Pessoalmente, eu gosto desse tipo de representação, isto é, os punks como sendo  violentos e malditos, principalmente em filmes que são revivais trash, como Hobo With a  Shotgun, onde o objetivo  (nos poucos minutos em que os punks aparecem) não  é "difamar" o punk e generaliza-lo como algo violento, longe disso, o objetivo é apenas utilizar do VISUAL, da imagem punk, que pra muita gente é chocante, e traze-lo pro filme, dando um clima, por vezes, nostálgico, já que este tipo de representação é muito comum nos filmes oitentistas, etc e tal.

Abaixo, o 1º vídeo da série "Os punks representados no cinema". Tive que postar no Vimeo  porque a Magnolia Pictures bloqueou o vídeo no youtube. O Vímeo deixou meio travado o vídeo, mas tudo bem.


Os punks representados no cinema - parte I from DoTrilhoPraCa on Vimeo.


 




 O que me deixa um pouquinho incomodado é quando os punks não ouvem música punk, e sim New Wave, como no caso do filme Blood Dinner, remake fudido (de ruim) do clássico Bloodfeast. Parece um pouco com alguns jovens de Joinville, que andam com um moicano todo estiloso, coturno sujo, mas com camisas do Matanza e Linkin Park, e patch do Slipknot. Mas claro, estamos falando de representação punk e não de punk.


Por Victor B.

Nenhum comentário: