7 de ago de 2011

Filhotinho F-CREW

A banda Filhotinho lançou no começo deste ano o álbum F-CREW. Inclusive, em maio, eles lançaram esse mesmo álbum na terra do Akira Kurosawa e do Dragon Ball Z, o Japão, através da Karasu Killer Records.
Essa banda é o filhote do capeta, segue uma breve resenha:


F-CREW - Filhotinho (Karasu Killer Records, Laja Rekords, Good Times Records, Eight Day Records, Overall Records - 2011 - CD)

 Basta ouvir duas vezes o álbum F-CREW, da banda Filhotinho (RS), para grande parte das músicas ficarem na sua cabeça. Garanto! São 11 pedradas com riffs e  "refrões" marcantes na voz de Keka e Bigão.  Nas letras, o FIlhotinho dá tiros pra todos os lados: ataca a indústria da moda, o conformismo e o "livre comércio de igrejas", por exemplo. Mas também não deixa de falar sobre amizade, companheirismo, sobre a própria banda (e a cena da qual ela faz parte) e claro, sobre skate! Pessoalmente, acho que a banda representa um espírito semelhante ao que o J.F.A. representava nos Estados Unidos, ou o Grinders no Brasil, isso a primeira vista, já que o som do Filhotinho não parece muito com o skate punk tocado pelas duas bandas oitentistas, até porque, não é a proposta da banda. O som tocado por esses gaúchos  é o que eles definem como "rock di rua", é violento, mas extremamente empolgante, com um instrumental finíssimo e uma gritacêra que não fica atrás de nenhum Romantic Gorilla.
Destaco as músicas "CD-R", "Pra Onde Ir" e "Skate Muito Além do Esporte". Esta última, espero que esteja no seu devido lugar: servindo de trilha sonora para skatistas. Para terminar, minha única advertência é que tomem cuidado na hora de pogar ao som do Filhotinho, já que com o ritmo veloz da banda, pode ser difícil se manter em pé, sem embaralhar os passos.






(Por Victor B.)